Paraná Business Collection

Nessa semana teve o Paraná Business Collection. 
O que é Paraná Business Collection?
É o maior evento de moda do sul do país – ganhou mais uma edição em 2012, e agora está em sintonia com as tendências de cada estação. Com o tema “A moda de corpo inteiro”, o PBC coloca no centro das atenções os acessórios, que contribuem na essência do visual e trazem refinamento estético. Nessa 7ª edição, além das onze marcas que lançam coleções Inverno 2013 na passarela, o evento traz um showroom de negócios que vai movimentar o mercado fashion com empresas do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Na programação de eventos paralelos, o PBC traz palestras, oficinas e lançamentos de livros que democratizam a cultura fashion com a participação de especialistas em estilo, criação, varejo, marketing, que passam sua experiência a profissionais, ou estudantes, interessados nestas áreas.
O PBC tem como objetivos principais unir o estado em torno da moda e dar visibilidade ao que o Paraná produz de melhor em roupas e acessórios. A proposta do evento é destacar estilistas e marcas que trazem design e inovação em suas coleções. O evento seleciona as melhores marcas dos diversos segmentos que integram o setor de confecção do estado e disponibiliza seus lançamentos a compradores das principais lojas e multimarcas de todo o país.

  • LAFORT COLLECTION: a curitibana Lafort marca presença na passarela com o seu personalíssimo estilo combinando com perfeição o social ao casual.  Os looks do verão 2012/13 apostaram nas transparências, no branco, no ouro e no bronze. E para o inverno? As consumidoras da Lafort aguardam ansiosas pelas novidades para os dias de frio.


  • FRANCESCA CORDOVA: a designer segue os preceitos do Slow Design, movimento que propõem uma alternativa ao ritmo frenético da sociedade contemporânea. A proposta da sua marca é viver com mais calma, aproveitar melhor o tempo, valorizar aquilo que realmente importa – família, amigos, nós mesmos. A marca pretende resgatar e dar nova linguagem a valores que pareciam perdidos: como cultura local, o artesanato, o feito à mão.


  • GILDO KIST: a marca do empresário e estilista paranaense, que é natural de Francisco Beltrão, trabalha especialmente com moda festa – prêt-à-porter. Conceituadíssimo, o profissional participou da última edição do Riccione Moda Itália, referência na revelação de jovens talentos para o mundo da moda. No PBC Gildo Kist promete brilhar na passarela com suas criações cheias de estilo.


  • CYNTIA FONTANELLA: especialista em dress design, a designer uniu sensualidade a elementos românticos na coleção de verão 2012/13. Inspirada nas obras de José de Alencar, que retratava mulheres que se distinguiam de sua época, a coleção revelou uma mulher autêntica e contemporânea. Como será a mulher Cyntia Fontanella para a próxima temporada?


  • DOCTHOS: a Docthos destaca-se pelo acabamento de suas peças. Na última edição do PBC apresentou uma coleção moderna e despojada, com a assinatura do seu reconhecido estilo. Assinatura que certamente vai estar presente na próxima estação, que virá embalada com o conceito da marca para o Inverno 2013.


  • THIAGO PAES: o jovem empresário, representante da Mister Jeans em Curitiba, é uma das estréias na passarela da 7ª edição do PBC. E ele promete peças surpreendentes e cheias de estilo para o público masculino.


  • ALL PURPOSE: Atitude. Essa é a palavra que resume o que é moda para a All Purpose. Valorizar a riqueza cultural do nosso país e responsabilidades sociais, envolvendo Ética e Ecologia, são onipresentes na marca. Descontraídas e irreverentes as coleções da All Purpose falam a língua do seu público, o jovem com um pé na rebeldia.


  • ESTÚDIO ORBITATO: o seu berço é uma escola de design, de Pomerode, Santa Catarina, que assumiu o compromisso de criar também a sua moda. O trabalho do estúdio inova na pesquisa da estamparia, que relaciona várias técnicas, das mais simples até estamparia digital. Também é inovador o pensamento de modelagem que busca preservar a superfície, interferindo pouco no material.


  • FABIO BARTZ: no verão 2012/13, o estilista trouxe a alfaiataria (uma de suas marcas registradas) misturada aos acabamentos artesanais, bordados de conchas, estampas feitas de botões, babados e mais babados em laise. A coleção, inspirada na cantora Clara Nunes, traduziu movimento e beleza às peças femininas com toque sensual. Para o inverno, Fábio Bartz vai direcionar seu foco criativo ao público masculino, como uma nova proposta de trabalho.


  • HEROINA – ALEXANDRE LINHARES: O objeto de moda na Heroína é arte. A Heroína contempla “peças de arte vestíveis”, tendo o corpo como estandarte de uma expressão de moda genuína – o tecido deixa de se chamar “tecido”, o vestido deixa de ser um “vestido” e o corpo não é um corpo – o todo é a obra. Exclusivíssima, a marca produz peças que carregam em si a sua “razão de existir”, com um questionamento social e uma bagagem conceitual, impossíveis de serem produzidas em série.


  • ECOCALEMA & ECOJÓIAS: Os projetos sociais Ecocalema e Ecojóias trazem a inovação do design moderno com a mescla da cultura regional. Além de valorizarem o trabalho artesão, as peças trançadas com restos de palhas de trigo oferecem oportunidade para diversas mães de família e ajudam a preservar o meio ambiente.
Eu fui nos desfiles de sexta-feira, estava lindo. O desfile que eu mais gostei foi o segundo da Cyntia Fontanella. Eu tirei algumas fotos das roupas, mas óbvio que não são comparáveis com as de um fotógrafo profissional.
Eu e a Ana
OBS.: Desculpa pelo post ser tão longo…